Resenha | Paraísos Selvagens [Camila Dornas]

  • quarta-feira, maio 30, 2018
  • By Ana Catarine Mendes
  • 0 Comments

Hoje venho até vocês falar um pouco de um livro totalmente incrível que recebi em parceria com a autora Camila Dornas. A obra em questão se chama Paraísos Selvagens, um romance incrível que se passa na época da Ditadura Militar aqui no Brasil, que estou totalmente boquiaberta.

Foto Autoral



Livro: Paraísos Selvagens
Autora: Camila Dornas
Publicação: Independente
Páginas: 334

Sinopse: Os anos 70 para Olivia vão muito além de sexo, drogas e rock n' roll. Filha de um jornalista rebelde em plena ditadura militar, Olivia é uma jovem revolucionária. Como se os soldados nos corredores das universidades e livros proibidos escondidos na estante não fossem o suficiente, seu ex violento volta para a cidade em busca de vingança, fazendo com que fantasmas do passado voltem a assombrá-la. Em meio ao caos que o país está vivendo, e seu próprio caos particular, Olivia vê em um homem misterioso que vive intensamente um porto seguro. Em um período tão conturbado, o que poderia salvá-la se não o amor?

Compre em: Amazon


Em Paraísos Selvagens, conhecemos Olivia, uma adolescente que vive em plena época da Ditadura Militar, mas que não consegue aceitar essa realidade. Com um olhar revolucionário, a jovem sofre dentro e fora de casa, onde tenta ao máximo ler livros e ouvir músicas proibidas pelo Governo, enquanto foge dos perigos em que se encontra o tempo todo.

Como se sua vida já não fosse conturbada o bastante, seu ex namorado retorna para sua cidade, e o pior, com sede de vingança e uma insana vontade de fazer com que Olivia seja machucada. Em um governo autoritário e com tantos perigos ao redor da jovem, é difícil até mesmo viver, e quem dirá, dar os braços ao amor, principalmente nesse momento. Mas quando certo rapaz a encontra, ela não consegue escapar. Seria essa a melhor hora de se entregar?

"As massas revoltadas de nuvens acima de mim parecia chorar, como se o céu mostrasse que entendia minha dor."

Eu estava muito curiosa quando recebi a proposta de leitura deste livro, ainda mais em um momento conturbado que nosso país está passando atualmente. Por isso, comecei a ler com bastante animação e um hype super alto.

Felizmente, não me decepcionei. Com uma escrita incrível, a Camila não deixou de colocar detalhes na história, mesclando a vida da protagonista com o ambiente no qual ela está vivendo, fazendo com que os arcos e diferentes acontecimentos ficassem interligados o tempo todo.


Olivia é uma personagem de personalidade um tanto forte e inesquecível, com esse sentimento de revolução e tamanha coragem presente na jovem, ela ganhou meu coração e minha admiração. Sem falar nos outros personagens, que também foram desenvolvidos de uma maneira maravilhosa, cada qual com seu próprio  passado, história e principalmente, seus próprios valores, crenças e personalidades.

Estamos tão acostumados a usar máscaras todos os dias, máscaras de sorrisos e gentilezas. Mesmo enquanto tudo dentro de você desmorona, tudo o que todos continuarão a ver é a imagem que você projeta de si mesmo. Uma mentira."

Outro ponto maravilhoso que precisa ser citado, é o fato de livro trazer diversas frases marcantes na narrativa que permite com que o leitor pare e reflita sobre sua própria vida  e realidade. Diversas vezes me vi parando a leitura para marcar determinada citação (tanto que alguns dos meus quotes favoritos estão presentes aqui nesta resenha).

"A primeira coisa que um governo tirano fazia para dominar seu povo era privá-los do conhecimento. Aparentemente, estava vivendo minha própria ditadura dentro de casa também."

Paraísos Selvagens é um livro sobre Ditadura Militar, sobre um governo opressor, sobre amizade e principalmente, sobre amor. É uma história que vale muito a pena você reservar um tempo e ler, pois além de toda a ação e momentos que te farão se emocionar, a época retratada merece muito destaque. Camila Dornas conseguiu o que poucos conseguem: um romance histórico nacional que te fará suspirar e ao mesmo tempo refletir sobre sua própria realidade.






You Might Also Like

0 comentários