Livros e Resenhas

Filmes e Séries

Games

Entrevista | Escritora Letícia P. S.

by - setembro 24, 2018

Hey pensadores! Hoje venho até vocês para mostrar uma conversa maravilhosa que tive com a autora do livro Eternidade, que citei no post 5 Livros nacionais do meu Kindle que necessito ler! (para conferir é só clicar aqui). Além de super fofa, ela também é incrivelmente simpática!

Então, sem mais delongas, bora conferir!

Fonte da imagem: Arquivo pessoal da autora
Com quantos anos começou a escrever seu primeiro livro? E como foi o processo da escrita?

Eu escrevo desde pequena, difícil dizer quando comecei exatamente. Naquela época eu escrevia vários livros ao mesmo tempo, até que minha tia me disse que eu nunca iria terminar um. Foi esse comentário que me fez tomar rumo, escolhi um livro para me dedicar, e aos 18 anos escolhi Alice, meu primeiro livro. A escrita de Alice foi tranquila, se comparada a escolha do nome! Alice teve quatro nomes, até que finalmente desisti, e deixei Alice mesmo. O livro fluiu muito facilmente, os personagens que fizeram a história ganhar vida de uma maneira muito fácil. Tive problemas com a ambientação, já que fiz a estória nos EUA, e isso é algo que quero arrumar em uma segunda edição. 

  

De onde vem os personagens? De alguma forma eles se relacionam com alguém que conhece?

A única história que os personagens são relacionados com pessoas que conheço, é Laços Inquebráveis, que foi baseado em uma amizade real, e o livro contem personagens que existem na vida real. Todos os outros foram completamente inventados. Eles surgem conforme a necessidade da estória, eu moldo seu perfil, suas características (tanto internas como externas), e os insiro na estória, mas muitas vezes eles fogem do controle, outras tantas eles evoluem conforme a estória avança.

Há quanto tempo é apaixonada por vampiros? Qual obra desse subgênero é a sua favorita? (seja livro ou filme).

Desde pequena fui fascinada por vampiros, acho que isso veio por causa da minha paixão por filmes de terror, e quando conheci o universo dos vampiros me apaixonei de cara. Meu livro favorito é Academia de Vampiros, livro que serviu de grande inspiração para Eternidade. E meu filme favorito é Anjos da Noite, acredito que ele foi o grande marco nesta paixão, ele foi lançado em 2003, e assisti no mesmo ano, e amor por esses seres sobrenaturais só aumentou. 




Qual o seu livro e autor favorito? Se inspira neles na escrita dos seus livros?

Eu tenho muitos autores que amo, assim como livros, mas minhas favoritas são Richelle Mead e Thais Oliveira, e os livros delas são meus favoritos: Academia de Vampiros e Contos de Inverno: A Rainha Negra. Ambas tem personagens femininas fortes, e isso foi de grande inspiração para mim. Amo a escrita da Thais, e ela me faz querer evoluir na minha própria, e os universos que a Richelle cria são incríveis. 

Na imagem: Escritora Richelle Mead | Fonte: Site oficial da autora
Tem projetos futuros? 

Este ano estarei organizando duas antologias. Uma com a editora Flyve, e com a autora Diany Cardoso, que se chama “Quando você se foi”, e outra com a editora Constelação, junto da autora Thais Oliveira, está ainda está na fase de escolha do nome. Ainda este ano quero iniciar o projeto no Catarse para publicação de Despertar, do segundo livro da trilogia A Adga de Edwan. Assinei contrato para a publicação de A Chama de Seus Olhos, um conto que vai sair em formato físico pela editora Constelação. E recentemente assinei com a Callenda para a publicação de Laços Inquebráveis. Fora esses projetos quero estar lançando um conto de terror na Amazon, chamado Não Abra!, que ainda está em fase de escrita. Mas a lista de ideias para livros não para! Pelo contrário, ela só cresce! 

E para finalizar, o que você aconselha para quem está começando?

Eu vejo algumas editoras reclamando do modo como o autor as aborda, como se fosse obrigação delas publicar seu livro. Tenha cuidado autor iniciante, no modo como você aborda as editoras. Tenha cuidado também que tem muitas editoras que só querem seu dinheiro, exercem um trabalho ruim e as vezes você entra numa fria. Converse com os autores da casa antes de qualquer coisa, e leia com atenção os contratos de publicação. Mas em dicas de escrita, aconselho sempre ter leitores betas, e pagar por leituras críticas (e também por aceitar as dicas que vierem com ela!). Não é fácil começar a escrever, e muitas vezes quando começamos nosso trabalho não vai estar bom o suficiente, não tenha pressa em publicar, tenha paciência, lapide seu trabalho, leia muitos livros sobre escrita, dicas na internet, faça cursos, aperfeiçoe sua escrita! E leia sempre! A leitura além de te dar ideias, ajuda a melhorar sua forma de escrever, pois aprendemos o que fica legal e o que não fica. E o mais  importante: Nunca desista. Persista! 

E aí? Curtiram a entrevista? Não esqueçam de comentar e dizer o que acharam!

Eu particularmente amei essa entrevista, espero que tenham gostado tanto quanto eu.

Para conhecer mais sobre a Letícia e o seu trabalho, acessem sua página do Facebook clicando aqui!

Por hoje é só, 
Beijinhos, Ana ❣

Você também pode gostar:

2 Comentários

  1. Fico muito feliz que tenha me convidado para essa entrevista! Sucesso com seu blog ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada por aceitar! Sucesso com seus livros, tu arrasa <3

      Excluir

Siga me no Instagram!