Livros e Resenhas

Filmes e Séries

Games

Resenha | O Livro do Cemitério [Neil Gaiman]

by - março 07, 2019

O que você faria se fosse criado por criaturas da noite dentro de um cemitério, por que sua família verdadeira foi brutalmente assassinada por um estranho homem? 

É com essa trama que somos apresentados ao livro que falarei hoje, que é nada mais nada mesmo que O Livro do Cemitério, obra lindamente escrita pelo nosso querido e macabro Neil Gaiman.
Foto Autoral
Livro: O Livro do Cemitério
Autor: Neil Gaiman
Editora: Rocco
Páginas: 336

Sinopse: Enquanto seus pais e irmã são impiedosamente assassinados por um misterioso homem chamado Jack, um bebê consegue escapar de seu berço e se aventurar pelo mundo. Uma série de coincidências, aliada a uma grande dose de sorte, salva o pequeno de ter um destino tão trágico quanto o de sua família. Este é o cartão de visitas de O Livro do Cemitério, mais nova obra do cultuado britânico Neil Gaiman. Ganhador da medalha John Newberry, a mais prestigiada premiação da literatura infantojuvenil norte-americana, o livro permaneceu na lista dos mais vendidos do The New York Times por mais de 50 semanas e chega agora às livrarias do país. 

Compre em: Amazon | Americanas | Submarino
Em O Livro do Cemitério, conhecemos Ninguém Owens, um menino que teve sua família toda assassinada quando ainda era um bebê, mas que, por obra do destino, acabou engatinhando até o cemitério do lado de sua casa, onde acabou sendo criado pelos fantasmas e outras criaturas da noite que ali viviam.

Porém, quanto mais Nin cresce, com mais vontade de conhecer o mundo ele fica. Mas ele não pode simplesmente sair, já que o assassino ainda está lá fora querendo terminar o serviço que começou.

“Você está vivo, Nin. Isso quer dizer que tem potencial infinito. Pode fazer qualquer coisa, construir qualquer coisa, sonhar qualquer coisa. Se muda o mundo, o mundo mudará. Potencial. Depois que estiver morto, acabou-se. Foi-se. Você fez o que fez, sonhou seus sonhos, escreveu seu nome. Pode ser enterrado aqui, pode até andar. Mas o potencial foi encerrado."

Ilustração presente no próprio livro | Artista: Dave Mckean
Eu estava louca para iniciar a leitura dessa obra. O Neil Gaiman é o meu autor favorito, e eu só ouvia elogios desse livro em específico dele. E claro, o escritor não me decepcionou.

Trazendo uma leitura gostosa que prende o leitor do começo ao fim, Gaiman nos apresenta a vida de Nin, desde seu nascimento até sua fase adulta. A cada capítulo, conhecemos uma aventura e um aprendizado novo juntamente com o protagonista, indo a cada canto do cemitério, da cidade e até mesmo, de outros mundos.

“Você é sempre você, isso não muda, mas estamos sempre mudando e não há nada que se possa fazer a respeito disso.”

O que mais gostei no livro foi como o autor conseguiu colocar diversas culturas e criaturas diferentes dentro de uma mesma trama. O tempo inteiro fui apresentada a coisas novas, como danças e tradições, além de monstros aterrorizantes e até mesmo, dons e artes que Nin ia aprendendo ao decorrer da história.
Ilustração presente no próprio livro | Artista: Dave Mckean
Outro ponto muito legal da história é o olhar infantil que a narrativa transmite. Isso é algo que sou apaixonada nas histórias, pois protagonistas infantis dão uma diferença espetacular na obra. Já cheguei inclusive a falar sobre isso no post "A Importância das Crianças como Protagonistas no Livros" e na resenha de Serafina e a Capa Preta.

“É como as pessoas que acreditam que serão mais felizes se elas se mudarem para outro lugar, mas logo percebem que não é bem assim que funciona, para onde quer que você vá, leva a si mesmo.”

Os personagens também são muito bem descritos. Dou destaque ao próprio Nin, que vai crescendo tanto por dentro quanto por fora ao decorrer da obra, ao incrível Silas, o guardião de Nin, e também, a Liza Hempstock, uma personagem maravilhosa com um passado bem pesadinho (aliás, ela tem o mesmo sobrenome de algumas personagens de Oceano no Fim do Caminho, alguém sabe se temos uma conexão aí?).
Ilustração presente no próprio livro | Artista: Dave Mckean
O Livro do Cemitério é uma obra macabra cheia de aprendizados e aventuras, que fará com que o leitor viaje através de mundos juntamente com diversas criaturas da noite magnificamente assustadoras. É um livro excepcional com uma leitura muito gostosa, que me fez lembrar o motivo de eu gostar tanto do Neil Gaiman.



Você também pode gostar:

0 Comentários

Siga me no Instagram!