Livros e Resenhas

Filmes e Séries

Games

Resenha | O Misterioso Lar Cavendish [Claire Legrand]

by - junho 20, 2019

Eu não me lembro qual foi a última vez que senti medo lendo um livro. Mas claramente, foi isso que senti ao ler O Misterioso Lar Cavendish, obra da Editora Gutenberg, escrita pela Claire Legrand e que vamos conversar um pouco sobre hoje.

Foto Autoral

Livro: O Misterioso Lar Cavendish
Autora: Claire Legrand
Editora: Gutenberg
Páginas: 264

Sinopse: Victoria é sempre impecável. Seus cabelos e unhas brilham, seu quarto não tem nada fora do lugar, sua rotina é precisa. Se há algo que ela pode considerar como um defeito em sua vida é Lawrence, que parece seu oposto: é preguiçoso, desorganizado, anda com a roupa desgrenhada e vive sonhando no mundo da música. Ela nem entende como eles vieram a se tornar amigos. Mas, exceto por isso, sua vida é perfeita na cidade de Belleville. Até que Lawrence desaparece. Ela começa a investigar, e percebe que ele não é o único a sumir na pequena cidade. Por trás de suas ruas tranquilas, há segredos sombrios e assustadores, e as pistas que Victoria encontra parecem apontar para um lugar em especial: o Lar Cavendish. As pessoas entram lá mas saem diferentes. Ou então não saem. Ignorada pelos adultos, ela se vê como a única capaz de tentar resolver o mistério e trazer seu amigo de volta. Mas, para isso, terá de abrir mão de sua vida perfeita.

Compre em: Amazon | Americanas | Submarino

Em O Misterioso Lar Cavendish, conhecemos Victoria, uma menina que faz de tudo para ser perfeita: tira boas notas, é comportada, organizada e arrumadinha. E tudo ia bem, até que seu único amigo, o preguiçoso, bagunçado e grande pianista Lawrence desaparece. Como se isso já não fosse horrível o suficiente, Victoria começa a perceber que todos os adultos parecem não se importar com o ocorrido, e que outras crianças também estão desaparecendo.

Sozinha e com medo, porém decidida, a garota começa a investigar sobre esses sumiços, e tudo parece levar ao misterioso Lar Cavendish, um orfanato no final da rua extremamente estranho e sombrio, no qual, todos que entram, sai de um modo completamente diferente, isso, quando eles saem. Mas, quanto mais Victoria investiga, mais ela fica em perigo e em evidência. Será ela a próxima a desaparecer, assim como seu amigo?

“As pessoas não se importam desde que tudo pareça como deveria ser, desde que elas possam se mostrar e se sentir bem consigo mesmas.”

Ilustração presente na obra
Já fazia um tempo que eu estava querendo ler esse livro. Quem me acompanha aqui sabe que gosto muito de livros macabros onde crianças são protagonistas, e essa história tem tudo isso. Apesar disso, eu realmente não esperava encontrar uma trama tão bizarra e extremamente sombria como eu encontrei nessa obra.

Desde o primeiro momento gostei muito de Victoria, ela é bastante perfeccionista e até um pouco arrogante, mas, quando analisamos a sua vida e sua família, é possível perceber os motivos para ela agir daquela forma. Além disso, super me apaixonei pelo Lawrence, e realmente me deu muita vontade de ser amiga dele.

Achei o livro super parecido com Coraline. Acho que por conta da ambientação da cidade de Bellevile, do Lar Cavendish, da dona dele, e até mesmo, pelas crianças terem que tentar se salvar sozinhas, sem a ajuda de adultos ou de alguma força sobrenatural, tudo isso me remeteu a obra do Neil Gaiman, porém, apesar disso, ela possui bastante características diferentes e únicas, o que tornou a obra bastante sombria, assustadora e ao mesmo tempo, extremamente gostosa de se ler.


"É inevitável, quando a gente é criança e vê seus amigos sendo levados e nem se lembra se eles eram seus amigos até eles voltarem. Diferentes. Mudados. Ou talvez eles não voltem nunca, e você não se lembra de que eles estiveram lá, e tem sonhos loucos, perguntando-se quantas pessoas você conheceu e esqueceu..."

Ilustração presente na obra
A edição do livro está super bonita, cheia de ilustrações bem peculiares, com um traço super diferente, que ajuda muito o leitor a imaginar determinadas cenas. Admito que sem essas ilustrações, eu ficaria bastante confusa em algumas partes da leitura.

A narrativa da Claire Legrand é sensacional. A forma como tudo foi contado, e de como ela conseguiu criar uma grande história em menos de 300 páginas é completamente incrível e surreal. Todo o arco da Victoria investigando sobre o desaparecimento das crianças é maravilhoso, e quando finalmente começamos a saber mais sobre o Lar Cavendish, é aí que a aflição realmente começa.

Como eu disse ali em cima, fazia tempo que eu não sentia medo lendo um livro. Acho que por isso gostei tanto dessa obra, a escrita da autora é tão absurdamente boa, que eu me via no lugar de Victoria, o que me fez sentir exatamente as mesmas emoções da personagem.


O Misterioso Lar Cavendish foi um livro maravilhoso que devorei em apenas um dia. Ele é super macabro, cheio de suspense, e realmente é difícil largá-lo antes do fim, eu mesma não consegui fazer isso. Depois dessa leitura, fiquei com muita vontade de ler outras obras da autora, espero realmente que publiquem, pois, pelas minhas pesquisas, ela possui diversos livros incríveis publicados, e seria ótimo ter eles traduzidos para aqui no Brasil.







Você também pode gostar:

0 Comentários

Siga me no Instagram!